Um macaco-prego foi resgatado pelo Ibama e pela Polícia Federal, na quinta-feira (31), na casa onde o ex-jogador do Bahia Kayky morou enquanto defendeu o clube, até o mês passado. A Operação Sapajus cumpriu mandado judicial no condomínio de luxo Alphaville Litoral Norte, em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. A ação foi realizada depois de uma denúncia relativa ao tráfico de animais. De acordo com a PF, o animal silvestre do gênero “Sapajus” (Macaco-prego) era criado na casa e acobertado com documentação falsa. Os órgãos não informaram se o atleta vai responder a algum processo. O bicho, que é chamado por Kayky de Cesar Pipico, foi apreendido e encaminhado para o Centro de Triagem de Animais Silvestres do Ibama para reabilitação e possível devolução à natureza. O macaco-prego é considerado um dos primatas mais inteligentes das Américas. O animal do jogador tinha até perfil nas redes sociais. Por lá, eram compartilhados vídeos e fotos do macaco, mas a conta foi desativada. O jogador deixou o Bahia no dia 23 de agosto, a pedido do Manchester City, seu clube de origem, que solicitou o fim antecipado do empréstimo. O atacante, que está lesionado e não entra mais em campo nesta temporada, estava no Tricolor cedido por empréstimo pelo Manchester City até dezembro. G1