A Polícia Civil da Bahia identificou 15 perfis utilizados para disseminar ameaças contra escolas no estado. Dos identificados, 14 são adolescentes e um adulto. O trabalho faz parte de um monitoramento na internet para localizar pessoas que disseminam ameaças contra instituições de ensino na Bahia. À frente da ação está a Coordenação de Inteligência Cibernética (Ciberlab), do Departamento de Inteligência Policial (DIP).

Também foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão em residências, na Operação Escola Segura, lançada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJ) na última segunda-feira (10). Desde o início das ações, já houve a condução de 23 adolescentes por atos infracionais relacionados a ameaças e incitação ao crime na Bahia.

Os órgãos da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e a Secretaria da Educação também têm atuado de forma integrada na Operação Escola Segura. Foram reforçadas ações preventivas pela Polícia Militar, em adesão à Ronda Escolar, assim como investigações de polícia judiciária de atribuição da Polícia Civil.

A SSP disponibiliza o Disque-Denúncia, pelo telefone 181. As informações serão tratadas de maneira emergencial pela Superintendência de Inteligência e imediatamente repassadas para as forças policiais, visando a pronta resposta, quando cabível. Fotos, prints e vídeos também podem ser enviados através do site do Disque Denúncia. A pessoa pode, ainda, encaminhar informações sobre ameaças através do site do Ministério da JustiçaG1