A Polícia Civil já identificou o suspeito de atirar quatro vezes em Marcelo Macedo dentro de um bar, na cidade de Camaçari, região metropolitana de Salvador. O crime ocorreu após ele ter beijado outro rapaz. A informação foi divulgada pela delegada Thais Siqueira, titular do município, nesta quarta-feira (23). Segundo a delegada, o homem foi identificado pelas imagens de câmeras de segurança da região. Apesar disso, a polícia não divulgou a identidade dele para não atrapalhar as investigações.

“As investigações avançaram bastante. De posse dessas imagens, a gente conseguiu identificar quem participou da ação cruel e, agora, inclusive a qualificação do autor dos disparos. A gente continua com o trabalho investigativo, combatendo e não tolerando esse tipo de intolerância. Realmente, as imagens deixaram claro que se tratou de um crime relacionado a homofobia”, disse a delegada. Ainda segundo Thais Siqueira, outras duas pessoas suspeitas de participação no crime ainda não foram identificadas.

O trio vai responder por tentativa homicídio. “Eles irão responder pelo crime de homicídio tentado, com as qualificadoras. O crime foi de natureza, justamente pelo fato das condições sexuais das vítimas, onde não teria qualquer outro motivo. Não existe motivo para tentarem contra a vida de qualquer pessoa. Mas o fato, realmente, deixou chocada toda a população de Camaçari. A gente não pode aceitar. O Brasil é o país que mais morre homossexual. Isso tem que mudar”, pontuou.