ssp

O investigador Vockton Carvalho Freire, internado no Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador, após ser atingido por estilhaços no rosto durante a operação que também registrou as mortes de cinco homens após um confronto, corre o risco de ficar cego. A informação foi divulgada pela esposa do policial, que preferiu não revelar a identidade.

“Está todo mundo na dúvida ainda, se volta a enxergar, se não volta. O objetivo é garantir toda a assistência que ele precisar”, disse a esposa do investigador. Segundo a esposa de Vockton Freire, o investigador passou por duas cirurgias no antebraço e o resultados dos procedimentos foi considerado satisfatório pelos médicos. “O prognóstico é bom, ele vai passar por fisioterapia e vai dar tudo certo”, afirmou.

De acordo com a esposa do investigador, apesar de preocupante, o estado de saúde de Vockton Freire é estável. “Ele está bem, está estável, firme e forte. Consciente o tempo todo, ele ainda é ele. Está vivo”, disse esperançosa. “Agradecer a Deus, porque realmente foi um livramento para ele e para minha família como um todo. Só tenho agradecer que ele está vivo, com o neurológico 100%”, pontuou.

A família do investigador chegou a fazer uma vaquinha online para pagar o tratamento do investigador. No entanto, conforme a esposa de Vockton Freire, o dinheiro será devolvido, porque o governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues, determinou que o Estado custeie os gastos. G1