Cleia Viana / Câmara dos Deputados

Presidente do PSB na Bahia, a deputada federal Lídice da Mata admitiu, nesta terça-feira (1º), que a decisão do senador Jaques Wagner (PT) de não ser candidato ao governo na Bahia nas eleições deste ano geram “dificuldades”. A socialista declarou, ainda, que não há “vetos” a possibilidade de o senador Otto Alencar (PSD) substituir o petista na cabeça da chapa. “Eu não acredito em veto de nenhuma parte, o que existe é debate político. Análises de condições de cada pessoa para representar o conjunto das expectativas de uma aliança política. O que eu não acho, no entanto, é que essa aliança política é exclusiva de três partidos, ou de dois partidos”, declarou Lídice, em entrevista à rádio A Tarde FM. A deputada federal disse ainda que é preciso buscar uma alternativa após a desistência de Wagner. “Temos um projeto político que a Bahia tem registrado como muito positivo para a melhoria do povo baiano. Trata-se, portanto, de diante das dificuldades encontradas nesse momento, superá-las. Não acho que isso (a desistência de Wagner) condena, mas traz dificuldades para se definir novas escolhas. Mas somos todos adultos e buscaremos um caminho”. Bahia.Ba