Foto: Gustavo Moreno/SCO/STF.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, criticou a criminalização do aborto no Brasil durante o discurso no Brazil Economic Forum, em Zurique, Suíça. No evento, que ocorre na sexta-feira (19), o magistrado pontua ainda que não há uma data para que o tema seja pautado na Corte.

“Aborto é uma coisa ruim, deve ser evitada. O Estado deve dar contraceptivo, deve dar educação sexual, deve amparar a mulher que queira ter o filho. A única coisa que me parece ruim é criminalizar”, disse Barroso na programação promovida pelo Grupo de Líderes Empresariais (Lide).

‘A pergunta certa não é, você é contra ou a favor do aborto? Todo mundo é contra, eu também sou contra. A pergunta certa é, você acha que a mulher que tem o infortúnio de fazer um aborto, deve ser presa?”, complementa o presidente.

De acordo com Barroso, o tema ainda não foi pautado por ele no STF. O ministro ressaltou ainda que a falta de compreensão entre a diferença entre ser contra o aborto e criminalizá-lo “impede a discussão à luz do dia”. Bahia.Ba