divulgação

O bloco informal denominado de ‘G8’ da Assembleia Legislativa da Bahia, composto por oitos deputados estaduais que compõe o arco de alianças do governador Jerônimo Rodrigues (PT), declarou apoio na sexta-feira (22) a candidatura do deputado Paulo Rangel (PT) ao Tribunal de Contas do Município (TCM). A vaga foi aberta após a aposentadoria do conselheiro Fernando Vita, que deixou a Corte de Contas, na quinta (21).

Em contato com o bahia.ba, o presidente do Solidaridade e membro do G8, Luciano Araújo, confirmou a informação. Segundo o parlamentar, a decisão surgiu após uma reunião entre os componentes, que concordaram em apoiar Rangel. “Fizemos uma reunião e a maioria opinou por Paulo Rangel, e nós temos um acordo de só votarmos juntos”, disse.

O grupo é composto pelos deputados Vitor Azevedo (PL), Raimundinho da JR (PL), Laerte de Vando (Podemos), Nelson Leal (PP), Felipe Duarte (PP), Binho Galinha (Patriota) e Patrick Lopes (Avante).

Em março deste ano, também houve a abertura de vaga para compor a Corte. Concorriam ao posto, a ex-primeira-dama, Aline Peixoto e o ex-deputado estadual Tom Araújo (União Brasil). À época, Luciano Araújo apoiou a candidatura a Tom, aliado do presidente do Solidariedade no município de Conceição do Coité. Questionado se há possibilidade de mudanças, o parlamentar negou. “Não mudamos mais o apoio”, concluiu. O PT formalizou apoio ao nome do deputado na última terça-feira (19) “por sua experiência técnica e política, capacidade de articulação, reconhecida idoneidade moral e pela boa relação que possui com os parlamentares”. Bahia.Ba