Dados do Anuário da Violência mostra Santo Antônio de Jesus, no recôncavo baiano, entre as 10 cidades com 100 mil habitantes com mais mortes violentas no Brasil. O levantamento é referente ao ano de 2020 e foi divulgado nos últimos dias. Para tratar sobre a violência no município, o Direto da Redação do Portal Infosaj/TV Recôncavo desta terça-feira (20), teve uma edição especial e foi gravado direto da Sede da OAB em Santo Antônio de Jesus com a participação do professor Dr. Reinaldo José de Oliveira, a advogada Dra. Shirlei Fonseca Santos e a educadora Juliana Santos da Silva. Para Dr. Reinaldo, a violência só pode ser minimizada com investimentos em políticas públicas e diz que os prefeitos precisam assumir um compromisso com a sociedade. Fala sobre a população negra e aponta que a renda de um chefe familiar chega a R$ 1.300 em média. Que existe distância salarial entre negros e brancos. Já a educadora Juliana Santos revelou que a cada sete minutos morre um negro no Brasil e que não existe novidades para resolver o racismo no país. Que é preciso acesso a Saúde, Educação e moradia. Fez questão de frisar que todos têm culpa dentro do racismo. A advogada Dra. Shirlei Fonseca destaca que o debate é importante e precisa ser levado a sociedade. Revelou que já sofreu racismo. Que é a primeira advogada da família. Fonseca é  presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB-SAJ e diz que a lei do racismo é de 89. Que precisa ser reformulada, pois não serve mais para o atual momento. Aproveitou ainda para falar sobre a violência contra a mulher na pandemia.

Assista o Direto da Redação Especial desta terça-feira (20); como convidados, recebemos Professor Reinaldo, advogada Shirley Fonseca e educadora Juliana Santos