Quase 500 pessoas foram presas nesta terça-feira (18), durante a 13ª Fase da Operação Unum Corpus, e um homem morreu após confronto com a polícia. As 497 prisões foram cumpridas em Salvador, na Região Metropolitana e em municípios do interior da Bahia, que não foram especificados.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, entre os detidos estão:

  • 142 pessoas suspeitas de crimes contra a vida;
  • 121 pessoas suspeitas de tráfico de drogas;
  • 79 pessoas suspeitas de crimes contra o patrimônio;
  • 57 pessoas suspeitas de estupro;
  • 47 pessoas suspeitas de violência doméstica.

Do total de presos, 92 foram autuados em flagrante. Outros 19 adolescentes foram apreendidos.

Ainda segundo a SSP, o homem que morreu no confronto gerenciava um laboratório de drogas em um bairro de Salvador.

Durante as ações, foram apreendidos:

  • 202 quilos de drogas, entre porções de maconha, cocaína e crack;
  • 64 armas;
  • 15 veículos;
  • 1 revólver calibre 38;
  • 1 celular;
  • mais de R$ 97 mil.

Ainda segundo a polícia, as diligências incluíram medidas contra internos de unidades do sistema prisional, suspeitos de influenciar ações criminosas nas ruas.

Na 12ª fase da operação, em março deste ano, 372 pessoas foram presas em 406 municípios do interior do estado. Na ocasião, 49 armas de fogo, 10 quilos de drogas e 13 veículos foram apreendidos.

Durante a operação, mandados de busca e apreensão contra investigados por exercício ilegal da medicina, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro e associação criminosa foram cumpridos nas cidades de Eunápolis, Teolândia e Itagimirim.

Armas foram apreendidas durante operação — Foto: SSP-BA