Fernando Frazão/Agência Brasil

Os apoiadores do governo Bolsonaro têm “algum desvio de caráter”, afirmou nesta última quarta-feira (11) o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, em um café da manhã com jornalistas, na sede do órgão, em Brasília, informa o colunista Guilherme Amado, da Época.

“Ele [Bolsonaro] preside para a minoria. Namora os 12% que apoiam a ditadura, de 12 a 20%, namora os 10% que são racistas, homofóbicos e machistas, ele namora os 10%….ele faz um conjunto de 30% dos piores sentimentos do povo brasileiro. Eu sinceramente acho que quem segue apoiando o governo…Estou convencido, e vou falar uma coisa dura. Quem segue apoiando o governo é porque tem algum desvio de caráter”, declarou Santa Cruz. Para o presidente da Ordem, cabe a outros campos políticos “combater essas agendas”.

“Digamos que 10% estão pela agenda econômica, 5%, o Paulo [Guedes] vem de um liberalismo radical que tem apoio na sociedade brasileira, mas o conjunto é dos piores sentimentos do povo brasileiro. Eu diria que, de interesses legítimos, que defendem armamento, eu posso concordar ou não, a discussão existe em vários lugares do mundo. E 5 a 10% são liberais extremados e veem no governo do Paulo uma privatização geral, o Posto Ipiranga. Agora, o resto tem desvios do que eu entendo como elementos essenciais de vida democrática”, acrescentou.

Questionado se considerava a possibilidade de envolvimento de algum integrante da família Bolsonaro no assassinato da vereadora Marielle Franco, Santa Cruz respondeu: “Não duvido”.