EC Bahia

É no Bahia que o volante Jadson busca superar a melancólica temporada de 2019. Depois de integrar o elenco que acabou rebaixado com o Cruzeiro para a Série B do Campeonato Brasileiro, o jogador de 26 anos assinou com o Bahia até dezembro de 2020. Apresentado na tarde desta segunda-feira, no Centro de Treinamento Evaristo de Macedo, o volante deixou claro que o principal desejo é deixar a queda de divisão no passado e conseguir recuperar o prestígio na carreira com a camisa da equipe baiana.

  • Foi um ano ruim coletivamente. Mas um rebaixamento nunca é só de um jogador. Clube quando é rebaixado reflete aquilo que vem lá atrás. Futebol não é só o que se vê nas quatro linhas. Quem acompanhou o Cruzeiro viu que foi um ano difícil. Hoje no Bahia é uma oportunidade de dar volta por cima, deixar o ano de 2019 para trás – disse Jadson.

Jadson chega ao Bahia referendado com as características de segundo volante. Bom passe e capacidade para chegar na área adversária são as credenciais do reforço tricolor.

  • Sou um volante, um segundo volante que gosta de ficar com a bola, dinâmico, versátil. Estou aqui para ser útil ao que o Bahia precisar. Estou aqui para apoiar esse projeto que o Bahia tem feito e quero fazer parte de uma coisa grande – se apresentou o jogador.

O Bahia encerrou a última temporada com Gregore, Flávio e Ronaldo como principais opções do elenco para a função de volante. Coincidentemente, nenhum dos três anotou gols com a camisa tricolor. Jadson avisa que gosta de chegar ao ataque, mesmo sem ter uma vocação artilheira. Em 2020, ele espera finalizar a era de vacas magras dos volantes.

  • Eu gosto de chegar na frente, embora não marque tantos gols como deveria. Gostar de estar na frente, espero que esse ano as coisas comecem a dar certo e comece a marcar gols também.

A estreia de Jadson pelo Bahia pode ocorrer no dia 25 deste mês, na partida contra o Santa Cruz, pela primeira rodada da Copa do Nordeste. A partida está marcada para ocorrer às 16h (de Brasília), no Arruda. Globoesporte