O deputado estadual Paulo Rangel (PT), que foi escolhido pela Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) para o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia, visitou na quarta-feira (6) a sede da Corte de Contas, onde foi recebido pelo presidente, conselheiro Francisco de Souza Andrade Netto. Ele se reuniu também com os conselheiros Plínio Carneiro Filho, Mário Negromonte, Nelson Pellegrino e Ronaldo Sant’Anna, com os quais buscou informações sobre a dinâmica do trabalho e a infraestrutura disponível nos gabinetes.

Paulo Rangel vai ocupar no TCM a vaga aberta com a aposentadoria de Fernando Vita, em dezembro do ano passado. Seu nome foi aprovado pela maioria dos deputados, com 36 votos, numa disputa democrática, no âmbito da Assembleia, com o ex-deputado Marcelo Nilo. A sua nomeação para o cargo de conselheiro cabe agora ao governador Jerônimo Rodrigues, e deve ocorrer em breve.

Paulo Fernando Rangel de Lima assume o cargo no TCM aos 63 anos de idade, após 23 anos de atividades parlamentar, que começou a exercer, como suplente, o mandato de deputado federal em janeiro de 2003. Militante histórico do Partido dos Trabalhadores, Paulo Rangel desde de 2005 cumpre mandato de deputado estadual.

Ele começou sua vida profissional como assistente técnico da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (CHESF), em 1984, e logo se transformou em importante liderança sindical. Foi presidente do Sindicato dos Eletricistas, secretário geral da CUT na Bahia e diretor da Federação dos Urbanitários Nacional. Depois seguiu a carreira política.

No TCM, de acordo com discursos proferidos na Assembleia, ao longo da última terça-feira (05/03), quando foi escolhido para compor o TCM, disse que irá trabalhar para reforçar a missão pedagógica, orientadora do Corte de Contas, para qualificar as administrações públicas municipais, de modo a gerar maiores benefícios para a sociedade. Política Livre