De acordo com Alessandro Lo-Bianco, do programa “A Tarde é Sua”, o ex-funcionário praticava uma espécie de golpe que consistia em tirar a assinatura do humorista a da esposa e colocar a dele no lugar. A fraude foi descoberta em 2018, quando o casal desconfiou que os valores de divisão de lucros da empresa que possuem juntos não estavam sendo pagos corretamente. O funcionário foi descoberto e desligado da empresa. Ele foi indiciado pelo Ministério Público por ter falsificado assinaturas ao longo de três anos, totalizando R$ 3 milhões. Ainda segundo o colunista do “A Tarde é Sua”, Renato Aragão processou o banco, por causa da falha de segurança. O humorista foi alvo de três modalidades de fraude: a primeira, Alexandre pegava os cheques e fazia o beneficiário se tornar ele mesmo. Sacava o cheque e jogava uma parte na conta dele e uma parte na conta do casal. Na segunda, o golpista sacava o cheque todo, compensava todo na conta dele, e direto da conta dele repassava uma parte para o Renato.