Foto: Feijão Almeida/GOVBA

O ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa (PT), acusou, na sexta-feira, 10, os antecessores do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de perseguição ao estado da Bahia. A fala ocorreu durante agenda no município de Teixeira de Freitas. “O que eles fizeram foi perseguir a Bahia […] Haviam cinco superintendências da Caixa Econômica na Bahia, abertas no seu governo e no da presidente Dilma. Eles fecharam três, e hoje a Caixa vem dizer aqui que está reabrindo duas, reparando um grande problema”, disse o ministro ao discursar. Rui, que governou a Bahia entre 2015 e 2022, foi opositor dos presidentes Michel Temer (MDB) e Jair Bolsonaro (PL). Com o segundo, o então governador chegou a protagonizar embates públicos. A Tarde