O governador da Bahia, Rui Costa (PT), disse, na segunda-feira (10), que a pandemia de covid-19 atrasou o início das obras da Ponte Salvador-Itaparica. “Houve um impacto gigante da pandemia. Primeiro, porque a equipe vinha da China – onde o novo coronavírus começou a se espalhar -, e a China é um dos países com maior restrição para mobilidade, quando aparecem casos de Covid. Então, tivemos muita dificuldade no deslocamento das equipes”, disse, em resposta ao BNews. O consórcio chinês responsável pela construção da ponte ingressou no mês passado com o pedido de autorização para dar início às obras do equipamento. Rui também disse que a Marinha fez uma nova exigência em relação às obras da ponte, o que demanda mais tempo. A previsão é que 28 mil veículos passem diariamente pela estrutura, assim que construída. O equipamento terá 12,3 quilômetros de extensão e irá impactar cerca de 4,4 milhões de pessoas somente na Região Metropolitana de Salvador.