A implantação do Atakadão Atakarejo em Santo Antônio de Jesus voltou a ser pauta de uma reunião que durou cerca de quatro horas e contou com a presença de vereadores, do secretário de Infraestrutura André Araújo, Dr. Leonel Pereira, do CONCIDADE, promotor Dr. Julimar Barreto e Alexandre Mendonça, que representa o Atakarejo. Na oportunidade, Alexandre, apresentou o projeto de estrutura do empreendimento e reafirmou que o ideal de instalação do Atakarejo está de acordo com as normas exigidas para o tipo de empreendimento. Após a reunião, a equipe do Portal Infosaj/TV Recôncavo conversou com algumas pessoas que participaram do encontro, a exemplo do vereador Uberdan Cardoso que diz que é importante debater a cidade. “É importante fazer com que um tema como esse seja a ordem do dia. Os vereadores estão preocupados com a situação e esperamos que essa reanalise que o CONCIDADE ficou de fazer e a Prefeitura, que seja bom para a cidade, que seja bom para a sociedade”, disse. Para o vereador Luciano Cuiuba, a reunião também foi importante no seu ver. “Observamos que existe alguns empecilhos, mas a empresa se colocou à disposição para esclarecer qualquer barreira, e até mesmo assinar um TAC, se comprometendo a resolver qualquer embrolho que tenha com relação a trânsito, vizinhos ou qualquer outro tipo de coisa que apareça”, disse. Para Alexandre, que representa o Atakarejo, a reunião foi importante para entender os pontos divergentes. “Acho que a gente consegue abrir uma agenda de discussão para tentar resolver essa questão na maior brevidade possível. Estamos felizes após apresentar o nosso projeto. Santo Antônio de Jesus está em boas mãos porque todos brigam para que a coisa seja o melhor possível”, disse. Para o presidente da Câmara, vereador Francisco Damasceno, o importante é ouvir os dois caminhos. “Sabemos a problemática que é o terreno no centro da cidade e estamos discutindo essa viabilidade. Essa reunião foi importante porque os dois lados falaram. Precisamos discutir Santo Antônio de Jesus sem lado político. É preciso descer do palanque”, disse. O vice-presidente do CONCIDADE, Dr. Leonel Pereira, endossou as palavras do vereador Francisco Damasceno. “O nosso objetivo é trazer o melhor para Santo Antônio de Jesus. Ajudar no desenvolvimento e crescimento. O projeto apresentado hoje vai ser reanalisado, mas lei tem que ser obedecida. Já o promotor Julimar Barreto diz que o projeto do Atakarejo foi feito de forma inviável. “O município se manifestou e deu seu parecer. O CONCIDADE também apresentou o seu parecer. Houve uma análise técnica e os vereadores desconheciam isso. O Atakarejo é um empreendimento importante, pode trazer empregos, mas também pode trazer consequências negativas e isso não pode. É preciso se analisar tudo”, disse. O secretário André Araújo voltou a dizer que o município quer a vinda do Atakarejo. “Independente da parte técnica, tem as questões das leis que precisam ser seguidas. As leis hoje impedem um mercado dessa envergadura naquele local, que é uma região supercongestionada. Temos que pensar sobre a Ponte Salvador/Itaparica que vai fazer com que a cidade cresça”, disse. Para o vereador Ito da Kanal Mix, a cidade não pode perder empregos ao tratar sobre o Atakarejo. “A discussão foi muita proveitosa, mesmo com alguns embates. Gostei da fala de André que não vetou o Atakarejo no centro e disse que analisaria. A discussão está aberta, o projeto vai ser discutido e se for preciso mudar a lei para favorecer a cidade, que faça”, disse.

Veja o que dizem os entrevistados após reunião que tratou sobre instalação do Atakarejo em SAJ

Veja na íntegra como foi a reunião que tratou sobre o Atakarejo; projeto de instalação foi apresentado