O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, fez críticas a indefinição da logística do Ministério da Saúde na entrega de doses das vacinas contra a Covid-19 na manhã desta terça-feira (13). Segundo o titular da Sesab, a falta de informações para os estados deixa os gestores “cegos”.  A aplicação das primeiras doses do imunizante está suspensa em algumas cidades baianas, incluindo Salvador, devido a falta de doses.

“Por conta de sucessivos cancelamentos de entregas de vacina, o Ministério da Saúde decidiu não anunciar mais o cronograma de envios dos imunizantes. Estamos cegos: sem quantitativos, horários ou data para recebimento de novas doses”, reclamou Vilas-Boas no Twitter.

Segundo o secretário, há uma informação extra oficial de que quinta-feira (15) poderão chegar novas doses. “Como das outras vezes só ficamos sabendo 48 horas antes é possível que ao longo do dia de hoje nós tenhamos essa confirmação”, disse durante entrevista ao Jornal da Manhã.

Mas o número de doses que a Bahia receberá no próximo lote ainda é desconhecido. “Não temos quantitativo, datas, e nem horários. As vezes ficamos sabendo do horário da chegada da vacina na noite do dia anterior.  Fica difícil para todos os secretários do Brasil organizar a logística de distribuição em função dessa indefinição do departamento de logística do Ministério da Saúde”, afirmou Vilas-Boas. (Bahia Notícias)