© Marcello Casal JrAgência Brasil

A Bahia registrou o segundo maior crescimento de internautas do país, com 84,5% da população de 10 anos ou mais de idade conectada à internet em 2022, o que configura um acréscimo de 6% em comparação ao ano anterior, quando 10,3 milhões de internautas foram registrados no estado baiano. Para surpresa de muitos, o aumento foi puxado pelo acesso de pessoas com 60 ou mais: três em cada 10 novos internautas baianos são idosos.

O número de idosos com acesso à internet representa 19,4%, a maior taxa de crescimento entre os grupos etários. Em 2021, 1.027 pessoas com 60 anos ou mais eram usuárias, valor que saltou para 1.226.

Entre 2016 e 2018, os idosos representavam a menor fatia no total de internautas na Bahia. Em 2019 e 2021, o grupo ocupou a 2ª menor, saltando para a 4ª no ano seguinte. Em um único ano, a participação de pessoas com 60 anos ou mais ultrapassou a de crianças de 10 a 13 (6,5%), dos jovens de 20 a 24 (9,7%) e dos adultos de 25 a 29 anos (10,1%).

Aos 63 anos, a promotora de Justiça aposentada Mônica Teresa do Nascimento tem o acesso à internet como ferramenta de serviço, aproximação familiar, consumo de notícias e ainda arranja tempo para aproveitar aplicativos de namoro. Foi dessa forma que ela encontrou o atual namorado. “Quando se está aposentado o site de relacionamento torna-se uma excelente ferramenta para conhecer pessoas. Lógico que precisamos ter cuidado e checar tudo antes de encontrar a pessoa”, conta.

O contato da aposentada com a internet não é de agora. Há cerca 20 anos, rapidamente se adaptou ao mundo tecnológico por necessidades do trabalho. Atualmente, o acesso se dá principalmente para realização de pesquisas, ouvir música, assistir filmes, compras online e contato com a família.

“Eu utilizo bastante as redes sociais para ter contato com os amigos e familiares, além de publicar as minhas fotos, dá as minhas dicas de lugares interessantes, mas com uma certa restrição de pessoas que possuem acesso às minhas contas, justamente para ter um pouco mais de privacidade”, explica.

Já o aposentado Cláudio Luis das Virgens, 62, tem acesso à internet há 10 anos, que mantém um contato constante com a família por meio das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. Ele faz questão de acessar estas plataformas diariamente. “Gosto de conversar e conhecer pessoas novas e pensamentos novos que seja de bom agrado psicológico”, conta.

O aumento do número de pessoas com 60 anos ou mais tem relação com o envelhecimento da população baiana, como aponta a supervisora de disseminação de informações do IBGE na Bahia, Mariana Viveiros. “As pessoas mais idosas também possuem interesse em acessar à internet. Fazem um uso para fazer chamadas de voz e de vídeo, um uso de comunicação do cotidiano.

De acordo com a pesquisa da A Idade do Brasil, do IBGE, só a população acima de 40 anos cresceu na Bahia, e o índice de envelhecimento aumentou 86,1%, chegando a 53 idosos para cada 100 crianças entre 2010 e 2022. Nas demais faixas etárias, o número de pessoas que acessaram à internet na Bahia superou 80%. Os adultos de 25 a 29 anos lideraram o ranking com 95,4%, seguido dos jovens de 20 a 24 anos (94,7%). Correio da Bahia