A Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) anunciou que empregará cerca de sete mil policiais e bombeiros, sistema de reconhecimento facial e portais de abordagem na Micareta de Feira de Santana, que acontece entre os dias 20 e 23 de abril.

Segundo a SSP-BA, cerca de R$ 8,1 milhões serão empregados no pagamento dos profissionais, na montagem das ferramentas tecnológicas e construção de unidades temporárias para os quatro dias de evento. Duas Plataformas Elevadas de Observação (POE), equipadas com câmeras de Reconhecimento Facial, reforçarão o videomonitoramento no circuito.

Portais de abordagem

Antes de acessar o Circuito Maneca Ferreira, na Avenida Presidente Dultra, o folião passará por um dos onze portais de abordagens, onde policiais militares farão a revista com detectores de metais para identificar e apreender objetos que possam oferecer riscos.

As equipes de campo também estarão com Terminais Móveis de Comunicação com tecnologia LTE (Longe Term Evolution) utilizados pelas primeira vez no evento.

Duas unidades do Centro Integrado de Comando e Controle (CICCM) permanecerão ativados com integrantes das forças estaduais da Segurança, das Superintendências Integrada da Atividade Policial, de Telecomunicações, de Inteligência e de Gestão Tecnologia Organizacional, além de prepostos do Exército, SAMU, Embasa, Coelba e outras entidades municipais.

Estruturas

Sessenta e uma estruturas temporárias, entre elas nove postos policiais, foram montadas para recepcionar foliões e profissionais empregados na festa. São quatro Postos Policiais Integrados (PPIs), na Praça Kailandia, um posto conjugado para Polícia Militar, Delegacia Especial da Mulher e Serviço Especializado de Respeito a Grupos Vulnerabilizados e Vítimas de Intolerância e Racismo (SERVVIR) e posto operacional para Polícia Civil.

No Centro de Educação Profissional em Saúde estarão as Delegacias Especial de Área (DEA), Para o Adolescente Infrator (DAI) e um posto do Departamento de Polícia Técnica. Para o Corpo de Bombeiros Militar foram montados um Hospital de Campanha e um Posto de Comando. Outros 47 postos elevados de observação para PM e CBM estão instalados ao longo do trajeto. G1