Foto : Mateus Pereira/GOVBA

A taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivos para pacientes com a Covid-19 em Salvador voltou a registrar queda e chegou a 59% na sexta-feira (7). Esse é o menor índice já registrado desde que o percentual começou a ser calculado, no início de maio. Segundo a prefeitura, a fase dois da retomada das atividades econômicas tem previsão de começar na segunda-feira (10).

Segundo o protocolo conjunto elaborado pela prefeitura e governo do estado, são necessários 14 dias de espaçamento entre as fases de retomada para dar continuidade a flexibilização das medidas de restrição na cidade por causa da pandemia do novo coronavírus.

Além disso, para que o segundo momento da reabertura tenha início, é preciso que a taxa de ocupação dos leitos de UTI para Covid-19 fique em, no máximo, 70% por cinco dias, que podem ser contados, inclusive, dentro das duas semanas de intervalo entre as fases. De acordo com a prefeitura, esta sexta é o quarto dia consecutivo que a capital registra queda na ocupação dos leitos de UTI.

Na terça (4), o índice foi de 68%; na quarta (5), alcançou 67% e na quinta (6), ficou na casa dos 60%, dia em que foram determinadas condições técnicas para a ativação da fase dois do plano de reabertura das atividades econômicas.

Com a segunda fase de reabertura, poderão reabrir academias de ginásticas e similares; barbearias e salões de beleza; centros culturais bibliotecas, museus e galerias de arte; lanchonetes, bares e restaurantes.

Conforme a prefeitura, teoricamente, a fase dois de reabertura poderia acontecer nesta sexta-feira (6), mas o prefeito ACM Neto já avisou que isso só ocorrerá a partir de segunda (10), para evitar aglomerações em bares e restaurantes no Dia dos Pais, domingo (9). G1