Michel Temer - Foto: Beto Barata/PR

O ex-presidente Michel Temer gostou do pronunciamento do presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a pacificação, na noite de Natal. “É preciso sair da palavra para a ação. Que o 8 de janeiro seja marco de unificação sem provocações”, diz Temer. A informação é da coluna Radar, da revista Veja.

Em sua mensagem natalina, Lula falou que o atentado à sede dos Três Poderes contribuiu para a polarização do país, mas não deixou de deixar ataques velados a bolsonaristas. Tanto quando se referiu a “recuperar a credibilidade” no exterior, quanto ao “ódio de alguns contra a democracia”, em referência ao 8 de janeiro.

O ódio de alguns contra a democracia deixou cicatrizes profundas e dividiu o país. Desuniu famílias. Colocou em risco a democracia. Quebraram vidraças, invadiram e depredaram prédios públicos (…) “Ao final daquele triste 8 de janeiro, a democracia saiu vitoriosa e fortalecida. Fomos capazes de restaurar as vidraças em tempo recorde, mas falta restaurar a paz e a união entre amigos e familiares…”, disse Lula no pronunciamento de Natal. Bahia.Ba