ec vitoria

Artilheiro do Vitória ao lado de Léo Gamalho e Osvaldo, o atacante Santiago Tréllez pode estar de saída do clube. O jogador revelou que foi procurado pela diretoria rubro-negra para rescindir o contrato, válido até o final desta temporada. Em entrevista ao ge, o colombiano garante que quer seguir na Toca do Leão.

– O que está acontecendo é que o clube quer rescindir meu contrato. Essa é a verdade. Eu quero ficar. Jogando muito ou pouco. Já são questões do treinador e do clube, mas eu quero ficar. Falei com todo o staff do clube desde que cheguei e renovei, que meu objetivo é devolver o Vitória para Série A. Quero ficar aqui para cumprir esse objetivo. Espero que eu possa ficar para isso. Mas não é decidido por mim. O clube tem sua postura.

Tréllez garante que a decisão da diretoria não tem relação com qualquer atrito dentro do clube, mas pelo valor do salário pago, considerado alto pelo clube. O ge procurou o Vitória, que decidiu não se manifestar sobre o assunto.

– Isso tudo está sendo bem cumprido pelo clube. Estão pagando a gente sempre, todo o elenco. Todo mundo recebendo em dia. Nada que me deixe insatisfeito. A decisão não foi minha [de rescindir], ou briga com companheiro, com treinador, com alguém da diretoria. Não tem nada disso. É uma decisão deles. Eles falaram do meu salário, que é alto para o clube, que não tem muito espaço. É decisão deles. Como te falei, quando renovei eu não coloquei no contrato que vou ser titular, ninguém coloca isso.

Tréllez conta que foi procurado pelo Vitória na semana passada. Ele não entra em campo há quatro jogos e ficou fora da lista de relacionados na partida contra a Ponte Preta, no último domingo.

– Foi na semana passa, quinta ou sexta, que entraram em contato com o meu empresário. Eminentemente tem a ver [não ser relacionado contra a Ponte Preta]. Lógico que se eles estão pensando em rescindir, não era uma boa escolha eu ir para o jogo. Acho que tudo está envolvido com isso. A verdade é que eu espero que eu possa ficar, é minha decisão. Espero que as coisas possam voltar atrás. Meu empresário está negociando com eles. É o meu desejo ficar. Globoesporte