Após as chuvas intensas, o rastro de destruição deixado pela água tem provado caos em diversas cidades da Bahia. De acordo com voluntários, em cidades com menor estrutura, o cenário tem sido aterrorizador. Em Ubaíra, uma das 136 cidades em situação de emergência, no Vale do Jiquiriçá, a situação é muito crítica. Cesar Rotondano, morador de Santa Inês, é um dos voluntários que tem que se deslocado a Ubaíra, que fica a cerca de 30 minutos de distância, para levar donativos para as vítimas da chuva.

“Não imaginávamos o tamanho do caos que está na cidade. Vimos de tudo que vocês imaginarem. Um pessoal brigando por conta de água. Uma coisa triste. Era algo impressionante, e parecia coisa de filme. As pessoas brigando por água e comida. Não dá pra ter noção, é um apocalipse. Uma tristeza”, contou ao g1.

De acordo com Cesar, Ubaíra está sem água potável. O fornecimento de água está sendo feito através de doações. “A locomoção está muito difícil, com lama até o joelho. Aqui em Santa Inês estamos conseguindo recuperar aos poucos, mas em Ubaíra está uma tristeza. Estão sem sinal de celular, de internet, e com energia (elétrica) muito instável”, contou o jovem.