Redes Sociais

A lenha já é a segunda principal fonte de energia no Brasil, com 26,1% de participação e só fica atrás da energia elétrica. Levantamento realizado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), aponta que o gás de cozinha aparece em seguida, com 24,4%. A lenha ganhou espaço em meio aos reajustes no preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP). Em 2020, o uso do item em residências aumentou 1,8%, na comparação com 2019. A lenha ultrapassou o GLP nas cozinhas brasileiras a partir de 2017, quando começou a disparada do valor do gás. O fato ocorreu depois que a Petrobras mudou a política de preços. Na última sexta-feira (8), a petrolífera anunciou reajuste de mais de 7% no preço da gasolina e do gás de cozinha. Bahia.Ba