(Divulgação/TV Globo)

Veterano na TV Globo, o ator Tonico Pereira, 71 anos, revelou durante uma entrevista que já atuou no crime. Ele começou a trabalhar desde cedo e atuou como “aviãozinho” no tráfico de produtos contrabandeados. “Sempre tive negócios. É uma coisa que vem comigo desde cedo. A atuação era para ser só um complemento. Acontece que nunca consegui ganhar dinheiro com nenhum deles. Pelo contrário, fali ou fui roubado em todos. Acabei arcando com os prejuízos com o salário de ator. O único negócio na minha vida em que ganhei dinheiro foi quando trabalhei como aviãozinho para o contrabando, na adolescência”, contou, em entrevista à colunista Patricia Kogut.

Além de ser ator, Tonico se orgulha de exercer outras atividades. “Estou o tempo todo buscando alternativas, mesmo que elas não deem certo. A minha mulher [a bailarina e coreógrafa Marina Salomão] fica apreensiva com essas minhas iniciativas, mas ela me conhece, sabe que preciso disso. Felizmente, mesmo tendo feito coisas erradas, não estou devendo dinheiro”, afirmou.

O último trabalho de Tonico Pereira na TV foi como o Chico de A Dona do Pedaço (2019). Nas gravações, ele ficou doente e precisou se afastar devido a cinco pneumonias e e uma trombose. “Mas estou estável e pronto para trabalhar. O meu médico me proibiu de fumar, mas eu não consegui. Tenho tentado diminuir. Infelizmente é um vício maldito que me acompanha desde sempre. Fumo desde os 8 anos de idade. Na época, a minha mãe me dava cigarros para que eu lavasse a louça. Era outra época”, falou.