Crédito: Correio da Bahia

Apontado como o responsável pelas quatro mortes em menos de 40 dias no bairro do Tororó, o traficante Francisco Gomes de Alencar Filho, 21 anos, o “Chiquinho”, foi preso acusado de ser o mandante do assassinato de Gabriela dos Santos Castro, 24, morta a golpes de espada, em  setembro de 2009, no bairro.  A vítima era sua ex-namorada e ameaçou denunciá-lo.

Em dezembro do mesmo ano, Chiquinho foi preso e apresentado pela polícia à impresa. Na ocasião, a então titular da Delegacia de Homicídio (DH), delegada Francineide Moura disse que o traficante tinha um mandado de prisão em aberto por assaltos em 2007 e que ele agia com dois comparsas, um deles chamado “Carioca” e o outro um  adolescente, que na ocasião foi apreendido.

Mortes 

Integrante do Comando Vermelho (CV), “Chiquinho”  estaria por trás das recentes execuções no bairro, segundo fontes da polícia. . A mais recente vítima foi a do entregador Fernando Bentemuller, 18 anos, baleado na Rua Marujos do Brasil – foram ouvidos mais 20 disparos.

Antes dele, foram mortos: Gabriel Ferreira (18/05), Jackson Conceição dos Santos (15/05) e Rafael Silva de Jesus (24/04).  “Chiquinho” regressou ao Tororó para tomar o bairro, que faz parte do Centro Antigo de Salvador (CAS), onde o domínio é o Bonde do Maluco (BDM). Ele estaria fazendo a “limpa na área”. Correio da Bahia