Crédito: Felipe Oliveira/EC

Vitor Hugo subiu sozinho e cabeceou com perfeição para fazer o segundo gol do Bahia na goleada por 4×0 diante do Bragantino na tarde deste domingo (20), na Arena Fonte Nova. O tento foi o primeiro do zagueiro com a camisa tricolor, que chegou com moral e passou por uma fase instável no clube até se firmar como titular sob o comando de Renato Paiva nas últimas partidas.

O gol marcado na partida foi uma homenagem a Márcia Castanheira de Souza, mãe do defensor que faleceu em abril deste ano após uma batalha contra o câncer, poucos dias depois do anúncio da contratação de Vitor Hugo pelo Bahia. Um dos motivos da vinda do zagueiro para Salvador era poder estar mais próximo de sua mãe durante essa fase da vida.

Neste domingo, carregando o nome da mãe nas costas, o camisa 31 balançou as redes pela primeira vez e falou sobre a sensação do primeiro gol e de poder homenagear sua mãe justamente no dia que seu nome estava estampado na camisa.

“Só de chegar no vestiário e ver o nome dela ali me deu uma força que você não imagina. Deus me abençoou e fiz meu primeiro gol em homenagem a ela. Uma emoção que não seu explicar. Estou feliz pelo primeiro tempo que o time fez”, disse Vitor Hugo na saída para o intervalo.

O Bahia homenageou todas as mães dos atletas por conta da celebração do Dia Nacional da Gestante, que aconteceu na última semana. Correio da Bahia