Arisson Marinho/CORREIO

O jejum chegou ao fim. Após um mês sem triunfos, o Vitória voltou a vencer. Na noite desta terça-feira (20), o Leão bateu a Ponte Preta por 1×0, no Barradão, em jogo válido pela 13ª rodada da Série B do Brasileiro. O gol marcado por Pablo Siles aos sete minutos do segundo tempo encerrou a sequência de sete tropeços. O resultado fez o Vitória deixar a zona de rebaixamento.

O rubro-negro subiu três posições na tabela de classificação e agora é o 15º colocado, com 12 pontos, um a mais que o Cruzeiro, que abre o grupo de degola, em 17º lugar. O triunfo ocorre em momento oportuno, já que a equipe comandada por Ramon Menezes estava pressionada. Antes do jogo, houve protesto de torcedores em frente à Concentração Vidigal Guimarães, na Toca do Leão. A Ponte Preta seguiu na vice-lanterna da competição, com nove pontos.

O Vitória foi coadjuvante nos primeiros 15 minutos da etapa inicial, quando a Ponte Preta dominou as ações e investiu contra a meta rubro-negra. Depois, a equipe comandada por Ramon Menezes conseguiu equilibrar a partida, passou a ter mais posse de bola e criou oportunidades para abrir o placar, mas esbarrou em boas defesas do goleiro rival. O Leão manteve a intensidade após o intervalo, garantiu o placar logo no recomeço do jogo e administrou o resultado em um segundo tempo bastante truncado.

O JOGO

A Ponte Preta tomou a iniciativa. Logo nos primeiros segundos de bola rolando, Vini Locatelli recebeu passe de Moisés e chutou forte de fora da área, mas Ronaldo defendeu. Depois, Moisés tentou ele mesmo encontrar o caminho do gol. Após boa jogada individual pela esquerda, deixou Cedric pra trás e bateu cruzado. Com a ponta dos dedos, o goleiro rubro-negro evitou que o adversário abrisse o placar no Barradão. Rafael Santos cobrou o escanteio na medida, mas André Luiz, livre de marcação, cabeceou por cima do travessão.

Coadjuvante até então, o Vitória chegou com perigo à meta adversária pela primeira vez aos 21 minutos, quando Cedric cruzou e Dinei, de cabeça, colocou Ivan para trabalhar. O arqueiro da Macaca fez grande defesa e evitou o gol dos donos da casa com as pontas dos dedos. O Leão criou nova chance pouco depois. Pedrinho cruzou e David cabeceou para fora. O atacante rubro-negro chegou em velocidade na pequena área, se machucou no lance após se chocar com a trave e precisou ser substituído por Guilherme Santos.

O Vitória teve mais uma boa oportunidade antes do intervalo. Eduardo mandou uma bomba no cantinho, o goleiro Ivan defendeu, mas deu rebote. Dinei tentou aproveitar, mas foi impedido pela defesa rival.

O Leão estava amadurecendo o gol e ele saiu no comecinho do segundo tempo. Aos sete minutos, Guilherme Santos aproveitou lançamento e tocou na medida para Cedric. O lateral arriscou de fora da área e carimbou o travessão. Pedrinho recuperou a bola e passou para Pablo Siles. De muito longe, o volante chutou certeiro, a bola pegou efeito, enganou o goleiro Ivan e estufou a rede: 1×0.

Depois do gol, o jogo ficou truncado e nenhum dos dois times criou grandes oportunidades. Com mais faltas sendo cometidas, a Ponte Preta buscou o empate com a bola parada, mas não teve sucesso. O Vitória também assustou do mesmo jeito com Soares, mas o placar não foi alterado.

PRÓXIMO JOGO

O Vitória volta a entrar em campo no sábado (24), às 21h, contra o CSA, no estádio Rei Pelé, em Maceió, em jogo válido pela 14ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Depois, no dia 27, às 21h30, vira a chave para encarar o Grêmio, no Barradão, no primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil. (Correio da Bahia)