ARISSON MARINHO / CORREIO

Pela primeira vez desde que assumiu o Vitória, o técnico Wagner Lopes comandou o time diante da torcida rubro-negra. Na noite desta terça-feira (19), o treinador contou com o incentivo de 1.129 pagantes na arquibancada do Barradão. O triunfo por 3×0 contra o Itabaiana em jogo válido pela segunda fase da pré-Copa do Nordeste marcou a reabertura do estádio para o público após um ano e sete meses.

“Importância muito grande de o nosso torcedor estar com a gente. Ter apoiado o tempo todo; foi importantíssimo. A gente espera continuar contando com o apoio deles”, afirmou Wagner Lopes. Com gols de Fabinho, Bruno Oliveira e Marcinho, o Vitória se classificou à terceira e última fase da pré-Copa do Nordeste. A atuação do rubro-negro foi aprovada pelo treinador.

“A gente imprimiu um ritmo forte. Nós praticamente jogamos na saída de três com um 3-2-5 na maior parte do tempo. Espetando os laterais, flutuando com Bruno e Eduardo; João Pedro por trás, fazendo a saída de três. Tanto Fabinho de um lado como o Marcinho do outro vinham flutuar por dentro. O Roberto de um lado e o Raul espetado. Então nós criamos muitas dificuldades para o adversário. Não foi só pela fragilidade, não. Se a gente entra devagar, com certeza, o jogo ia complicar. Então eu acho que foi uma boa atuação nossa”, afirmou Wagner Lopes.

“Me agradou, sim. Nós tivemos coisas boas. Em outros momentos, poderíamos ter tomado decisões melhores, mas me agradou, sim. Claro que a gente quer melhorar não só as tomadas de decisão, mas as finalizações. Visando à Série B, é muito importante a gente vencer, principalmente em casa”, completou o técnico.

O Vitória agora volta as atenções para a Série B do Brasileiro. No sábado (23), às 16h30, o rubro-negro recebe o Brasil de Pelotas, lanterna do torneio nacional, no Barradão. Assim como o adversário, o Leão também amarga a zona de rebaixamento, só que na 18ª posição, com 29 pontos. (Correio da Bahia)