Foto: Vatican Media/Handout via Reuters

O papa Francisco publicou nesta quinta-feira (4), uma intenção de oração no Twitter para o mês de julho. No vídeo de um minuto de duração, o pontífice pede pelos juízes, para que eles administrem a justiça com imparcialidade e integridade. A mensagem dividiu opiniões de internautas do microblog.

Alguns acreditam que a oração foi direcionada ao Brasil e ao ex-juiz Sérgio Moro, após vazamentos no site The Intercept. E outros acreditam que o papa não se posicionaria sobre esse assunto, e que o texto não pode ser usado como argumento para criticar Moro.

“Rezemos para que todos aqueles que administram a justiça operem com integridade e para que a injustiça que atravessa o mundo não tenha a última palavra”, diz o texto de intenção. O papa fez o tuíte em outros idiomas, inclusive no português. Em todos os perfis oficiais do pontífice, em outras línguas, há a mesma mensagem.

Íntegra da mensagem

“Dos juízes dependem decisões que influenciam os direitos e os bens das pessoas. Sua independência deve ajudá-los a serem isentos de favoritismos e de pressões que possam contaminar as decisões que devem tomar. Os juízes devem seguir os exemplos de Jesus, que nunca negocia a verdade. Rezamos para que todos aqueles que administram a Justiça operem com integridade e para que a injustiça que atravessa o mundo não tenha a última palavra.”

Repercussão

Para muitos internautas, a mensagem foi direcionada ao ministro da Justiça Sérgio Moro, que é acusado pela oposição de parcialidade no julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado à prisão no caso do tripléx do Guarujá localizado em São Paulo.